Cólica Nefrética - Instituto Lithos

Cólica Nefrética

A dor provocada pelo cálculo no trato urinário é chamada de cólica ureteral, cólica renal ou cólica nefrética. É um dos quadros álgicos mais intensos observados na medicina. Ocorre quando há migração de alguma pedra que estava localizada nos cálices renais para uma localização no rim ou no ureter que cause obstrução do fluxo urinário, com conseqüente aumento da pressão no sistema coletor de urina. A cólica nefrética é caracterizada por uma dor súbita, de localização predominantemente na região lombar, e que pode se dirigir para a região inferior do abdome e órgãos genitais (testículos ou vulva), atingindo até a face interna da coxa.

Geralmente vem acompanhada de náuseas e vômitos, e num grande número de pacientes também são observadas palidez, sudorese e aumento da frequência cardíaca. Representa uma das urgências urológicas mais frequentes, exigindo do especialista, ou do plantonista em unidades de emergência, diagnóstico rápido e preciso além de terapêutica eficiente.

Principais Sinais e Sintomas

- Assintomático (quando não estão obstruindo o sistema coletor);

- Dor (Cólica Renal);

- Infecção urinária de repetição;

- Hematúria (Sangue na urina);

- Náuseas e Vômitos;

- Insuficiência Renal.
A dor da cólica renal é de forte intensidade e leva à agitação do paciente na busca de uma posição melhor, sem sucesso. Tal peculiaridade ajuda no diagnóstico diferencial, visto que pacientes com outras doenças abdominais (como peritonite) ou dor lombar de origem osteomuscular não apresentam a dor quando estão em repouso, pois a movimentação desencadeia a dor.

A intensidade e a localização da dor dependem da sensibilidade individual de cada paciente, bem como da posição do cálculo. Vale lembrar que o número e o tamanho dos cálculos, não se correlacionam diretamente com a intensidade dos sintomas. A presença de sangramento na urina também é comum durante o quadro de crise renal. Pode ser imperceptível ao olho nu (encontrado apenas no exame de urina) ou até mesmo visível e importante.
Algumas vezes, além do quadro de dor, o paciente pode apresentar um quadro de infecção urinária associada. Esta, juntamente com o quadro de obstrução do trato urinário causado pela migração do cálculo, tem maior gravidade. Pode apresentar-se com sintomas de febre, aumento da frequência cardíaca e hipotensão, e pode inclusive evoluir para um quadro sério de septicemia, que deve ser tratado de forma rápida com a desobstrução urinária e antibióticos.

Quando ocorre obstrução total ao fluxo urinário ou quando o paciente já se encontra com uma infecção grave e desidratação, pode-se desenvolver um quadro de insuficiência renal aguda, que também merece tratamento rápido com a desobstrução urinária.

Quais são os principais doenças que simulam a cólica renal?

- Apendicite Aguda;
- Úlcera Duodenal;
- Colecistite Aguda;
- Diverticulite Aguda;
- Carcinoma de Cólon;
- Aneurisma de Aorta.
- Dor Muscular;
- Herpes Zoster (ou Cobreiro).
Infarto Agudo de Miocárdio.
- Doença Pélvica Inflamatória;
- Gravidez Ectópica;
- Ruptura de Cisto de Ovário;
- Torção de Ovário.
Pontos importantes:
Características da Dor (Cólica Renal):
Tipo cólica, intensa, recidivante, não melhora com a posição, podendo estar associado com náuseas e vômitos.

Característica da dor e localização do cálculo:
Dor lombar: cálculo renal
Dor flanco: cálculo ureteral