Boas Praticas para o correto funcionamento dos rins - Instituto Lithos

Boas Praticas para o correto funcionamento dos rins

Pielonefrite
Pielonefrite: sintomas e tratamento
18 de outubro de 2018
Show all

Boas Praticas para o correto funcionamento dos rins

Boas práticas

Os rins possuem papel fundamental para o bom funcionamento do nosso organismo, uma vez que purifica nosso sangue e mantém o equilíbrio liquido do organismo, eliminando excesso de água, eletrólitos e sais. Muitas vezes esquecemos de dar a devida atenção a este órgão, que tem a difícil função de equilibrar a química interna dos nossos corpos.

Funções básicas do rim

Elimina as toxinas do sangue e controle do balanço químico do nosso corpo através de sistema de filtração. Todo nosso sangue é filtrado várias vezes ao dia, fazendo com que o sangue que chega aos rins através da artéria renal volte limpo ao coração e que as toxinas sejam eliminadas na forma de urina.

Regulação da pressão sanguínea, controlando as concentrações de sódio e a quantidade de líquidos no corpo, quando os rins não cumprem essa função, a pressão sanguínea pode se elevar e ocasionar edema. Os rins também secretam uma substancia que se chama renina, que estimula a produção de um hormônio que eleva a pressão sanguínea, com o mal funcionamento dos rins a renina pode ser produzida em acesso e pode ter como resultado a hipertensão.

Regulação da formação dos ossos e do sangue, pois são responsáveis pela regulação de concentração de cálcio e de fosforo no sangue, tal como por produzirem uma forma ativa da Vitamina D que é de total importância para o perfeito funcionamento de todo o sistema que regulariza a formação óssea.

RECOMENDAÇÕES PARA O BOM FUNCIONAMENTO

Cuidar da saúde em geral auxilia no correto funcionamento do rim:

  • Praticar exercícios físicos regularmente;
  • Beber muita água;
  • Controle de peso corporal;
  • Cuidar de reconhecimento de desidratação;
  • Evitar o excesso de sal, carne vermelha e gorduras;
  • Inclua frutas, vegetais, leguminosas e alimentos integrais na dieta;
  • Controle da pressão sanguínea;
  • Controle da glicose e colesterol;
  • Cuidado com o consumo exagerado de Vitamina C;
  • Não fumar;
  • Não abusar de bebida alcoólica;
  • Evitar o uso de anti-inflamatórios não hormonais;
  • Não fazer uso de medicamentos sem prescrição médica.
  • Consultar regularmente o médico;
  • Realizar, uma vez por ano, exames laboratoriais para avaliar a saúde dos rins.

COMO DOENÇAS RENAIS PODEM SE MANIFESTAR

As doenças renais costumam ser silenciosas e muitas vezes quando se nota os sintomas já está em nível avançado, por isso a importância dos exames periódicos. Algumas das manifestações de doença renal incluem:

  • Pressão Alta;
  • Fraqueza constante;
  • Inchaço ao redor dos olhos e nas pernas;
  • Dificuldade de urinar;
  • Urinar muitas vezes, principalmente à noite;
  • Queimação ou dor quando urina;
  • Náuseas e vômitos frequentes;
  • Urina com aspecto sanguinolento;
  • Urina com muita espuma;
  • Dor na lombar, que não piora com movimentos;
  • Histórico de pedras nos rins.

Idosos, pessoas com doenças cardiovasculares, hipertensão, diabetes e com histórico de doença renal na família, estão nos fatores de risco, porém obesidade, tabagismo, uso de medicações nefrotóxicas, dentre outros fatores podem comprometer a função renal.

Recomenda-se que pacientes com mais de 40 anos façam todo ano consulta médica com um médico nefrologista e façam os exames de dosagem da creatinina no sangue e também exame de urina.

Para pacientes com diabetes, pressão alta, história familiar de problemas renais, pedra nos rins, história de nefrites ou infecção na infância recomenda-se consulta para análise e seguimento do tratamento com um médico nefrologista. Também é importante que ao perceber os sintomas, o médico seja consultado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *